Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Partebilhas

O conteúdo deste blogue é da responsabilidade de MANUEL PERALTA GODINHO E CUNHA e pode ser reproduzido noutros sítios que não pertençam ao autor porque o importante é a divulgação da tauromaquia.

O conteúdo deste blogue é da responsabilidade de MANUEL PERALTA GODINHO E CUNHA e pode ser reproduzido noutros sítios que não pertençam ao autor porque o importante é a divulgação da tauromaquia.

Tertúlia Tauromáquica Alentejana

TTA..png

 

Em 8 de Janeiro de 1944, realizou-se uma reunião em Évora com muitos aficionados na Sociedade Harmonia Eborense, para deliberação do nome e emblema da Tertúlia, que a partir dessa data se fundou em Évora.

 

Foi escolhida uma comissão constituída por:

 

                   -- Henrique de Oliveira Quintas

 

                   -- Jorge Pinto Bastos Capinha

 

                   -- Manolo Escudero Campos

 

                   -- Ten. Coronel Artur Matias

 

Alguns meses depois, com a presença de dezenas de sócios, foi inaugurada a sede da Tertúlia.

 

Em 1945, foi realizada a primeira conferência, promovida pela Tertúlia, tendo sido convidado o distinto aficionado Dr. Américo Marinho.

 

Nesse mesmo ano, em duas outras conferências, foram oradores os críticos Fernando Batista (Zé Sincero) e Leopoldo Nunes.

 

Diversos aficionados pertenceram à direcção da Tertúlia, porém é de elementar justiça destacar os nomes de Engº. Joaquim Murteira Grave e Florindo Silva e principalmente José Tello Barradas que nos anos 60 promoveram diversos eventos em promoção da tauromaquia em Évora e com destaque para a realização dos Concursos de Ganadarias que se revelaram ao longo dos anos de maior importância  e com regularidade no calendário tauromáquico do país.

 

Mais tarde, nos finais dos anos 70, depois da passagem de diversas direcções e de todas as confusões relacionadas com a revolução do 25 de Abril não se conseguiu manter um número suficiente de aficionados interessados na manutenção da Tertúlia tendo esta sido mais ou menos abandonada, depois encerrada e desaparecido parte do seu espólio.

 

 

 

 

José Tello Barradas.png

 

 

                                                                                

 

 

 

José Tello Barradas 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D