Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Partebilhas

O conteúdo deste blogue é da responsabilidade de MANUEL PERALTA GODINHO E CUNHA e pode ser reproduzido noutros sítios que não pertençam ao autor porque o importante é a divulgação da tauromaquia.

O conteúdo deste blogue é da responsabilidade de MANUEL PERALTA GODINHO E CUNHA e pode ser reproduzido noutros sítios que não pertençam ao autor porque o importante é a divulgação da tauromaquia.

Despedida de Pedro Gonçalves

Bilhete Santarém 21.10.2018.jpg

 

Pedro Gonçalves despediu-se na Monumental de Santarém no dia 21 de Outubro de 2018.

Na sua despedida Pedro Gonçalves merecia ter mais gente na Praça, tanto mais porque esta foi a única corrida que se realizou este ano em Santarém. Mais gente que pagasse o bilhete, mesmo aqueles que em Santarém são habituais a entrar sem pagar, mais ou menos os mesmos, uns centos que só assistem a espectáculos oferecidos e que lhes parece mal pagar, os tais “borlistas” que esperam pelo bilhete do costume e que nesta corrida deveriam ter tido outra atitude. Merecia ter nas bancadas mais profissionais e amadores do toureio e da pega, porque Pedro Gonçalves vestiu a jaqueta de forcado amador durante dez anos e antes de se ter tornado “toureiro de prata”. Um toureiro que fica no historial da tauromaquia portuguesa.

A aficion em geral e a aficion do Ribatejo em particular, deveria ter estado presente em maior número. Tal não aconteceu.

Pena, porque Pedro Gonçalves deu muito à tauromaquia e merecia ver os sectores da Monumental cheios. Isso não aconteceu. Foi uma bonita festa de despedida onde os seus amigos estiveram, mas onde faltaram muitos aficionados e profissionais da Festa.

Houve ingratidão nesta Festa de Despedida.

Parabéns Pedro Gonçalves. Obrigado por ter dado tanto à tauromaquia. A tauromaquia que irá continuar a contar com ele como AFICIONADO que sempre foi.

Olé Pedro Gonçalves!

Pedro Gonçalves.png

 

Visões da Tauromaquia

Colóqui Santarém . 12.10.2018.png

 

Promovida pelo CDS-PP realizou-se em Santarém, na noite de 12 de Outubro de 2018 a conferência “As várias visões da Tauromaquia em Portugal” sob a orientação de Gonçalo Sepúlveda e tendo a intervenção esclarecida de Hélder Milheiro, Rui Bento Vasques, António Veiga Teixeira, João Ribeiro Telles e Diogo Sepúlveda com a moderação de Ludgero Mendes.

Foi uma conferencia muito interessante e com numerosa assistência de aficionados onde foram abordados diversos temas relacionados com a tauromaquia portuguesa e a necessidade de a defender face ao movimento animalista e aos ataques de alguns deputados de extrema-esquerda que na Assembleia da República não perdem oportunidade em propor a extinção da tourada sem perceberem que esta faz parte da cultura popular portuguesa e que é um dos espectáculos que mais público acolhe.

Foi pena que ao excelente painel de conferencistas não tenha sido acrescentado um representante da Santa Casa da Misericórdia, que é a proprietária da Praça Monumental de Santarém, bem como algum responsável da Empresa para explicar a ausência de espectáculos tauromáquicos na capital do Ribatejo durante a época de 2018.

É de louvar a iniciativa do CDS-PP ter realizado esta oportuna conferência tauromáquica, demonstrando ser um Partido atento aos anseios dos aficionados.

Colóquio Santarém..12.10.2018.png

 

 

Mais abonos em Las Ventas

Emilio de Justo-Madrid 30.09.2018.png

Os aficionados que podem e querem compraram os abonos para as Feiras em Madrid com 20% de desconto.

Segundo a imprensa da especialidade espanhola na Praça de Las Ventas foram vendidos nesta Feira de Outono mais 500 abonos do que na última Feira de Santo Isidro.

Muito bom. Sinal que há mais aficion? Sinal que há mais poder de compra? Sinal que o público se agradou da composição dos cartazes?

Claro que tudo é relativo e é mais fácil comprar abono para 5 espectáculos na Feira de Outono do que para 33 da Feira de Santo Isidro.

No entanto, há que realçar o facto de mais espectadores presentes e que compraram as entradas por abono. Isso é bom.

---

Na foto Emilio de Justo na demonstração de como se matam toiros, o que lhe valeu a saída pela Porta Grande de Las Ventas em 30 de Setembro de 2018. Data que o matador nunca mais irá esquecer.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D