Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Partebilhas

O conteúdo deste blogue é da responsabilidade de MANUEL PERALTA GODINHO E CUNHA e pode ser reproduzido noutros sítios que não pertençam ao autor porque o importante é a divulgação da tauromaquia.

O conteúdo deste blogue é da responsabilidade de MANUEL PERALTA GODINHO E CUNHA e pode ser reproduzido noutros sítios que não pertençam ao autor porque o importante é a divulgação da tauromaquia.

Intolerância

Bandeiras da Catalunha.png

 

O caso da independência da Catalunha, não sendo um problema a que a Portugal diga respeito é, muito naturalmente, um assunto da Europa e o que lá se passa terá reflexos em todo o território peninsular.

Os Partidos apoiantes da independência, que não se sabe se têm a maioria dos eleitores da Catalunha, são em muitos casos pouco tolerantes e têm querido apagar todos os símbolos que possam ligar a Catalunha a Madrid.

Recordamos, por exemplo, o que resolveram os parlamentares da Catalunha, em Julho de 2010, quando proibiram os aficionados daquela região de poderem assistir ao seu espectáculo preferido e ao encerramento das Praças para as corridas de toiros, com especial incidência na emblemática Praça Monumental de Barcelona que foi inaugurada em 1916.

Nessa votação anti-taurina onde teve grande influência a “Esquerra Republicana de Catalunya” votaram a favor da proibição das corridas de toiros 68 deputados, 55 contra e houve 9 abstenções. Portanto foram 4 deputados a votarem a mais do que os que não queriam ou não sabiam se queriam a abolição da tauromaquia. Quatro! O suficiente para se tentar apagar um histórico taurino nas terras da Catalunha. Quatro votos a favor de se esconder um passado de 118 alternativas de matador de toiros na arena de Barcelona no período de 1864 a 2009, desde Pedro Aixelà “Peroy” até Enrique Guillén…Porém os registos de festejos taurinos em Barcelona remontam ao ano de 1387.

Democraticamente é suficiente um voto a mais em muitas votações, porém uma escassa maioria não deveria ter a possibilidade de proibir a cultura e tradição catalã ligada ao toiro e ao toureio.

Muitos catalães não concordaram com a decisão e para assistirem às corridas de toiros tiveram que passar a se deslocar a outras regiões de Espanha ou ao sul de França.

Em termos económicos a Catalunha beneficiou com a abolição das corridas de toiros ou foi só mais uma demonstração de alguns contra uma Espanha unida?

Monumental de Barcelona.jpg

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D