Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Partebilhas

O conteúdo deste blogue é da responsabilidade de MANUEL PERALTA GODINHO E CUNHA e pode ser reproduzido noutros sítios que não pertençam ao autor porque o importante é a divulgação da tauromaquia.

O conteúdo deste blogue é da responsabilidade de MANUEL PERALTA GODINHO E CUNHA e pode ser reproduzido noutros sítios que não pertençam ao autor porque o importante é a divulgação da tauromaquia.

Sinal de luto

Falecimento de José Gomez Ortega-Joselito.png

No historial da tauromaquia constam diversos toureiros que perderam as suas vidas nas arenas.

Porém há uma data que simboliza o luto de todos: 16 de Maio de 1920, quando José Gomez Ortega “Joselito” foi colhido de morte na Praça de Toiros de Talavera de La Raina (Toledo)

Assim, quando há corridas de toiros no dia 16 de Maio, é tradição os toureiros fazerem o “paseíllo” descobertos e com a “montera” na mão em sinal de luto.

Uma tradição que não se deveria perder.

 

sinal de luto.png

 

 

“Que Dios reparta suerte”

Mausoleu a Joselito.jpg

A corrida de toiros é diferente de qualquer outro espectáculo e tudo o que ocorre dentro da Praça tem a ver e está relacionado com o toiro.

É o toiro o principal e indispensável protagonista da Festa. Festa que é arte e se rege de princípios, costumes e tradições que se mantêm ao longo dos anos, onde os valores éticos e estéticos estão bem definidos.

É um espectáculo onde o perigo está sempre presente e muitos lidadores foram colhidos de morte.

A 16 de Maio, em todas as Praças do mundo taurino se guarda um minuto de silêncio em homenagem a José Gómez Ortega – Gallito III, também conhecido por Joselito – que faleceu nessa dia em 1920, por colhida na Praça de Toiros de Talavera de la Reina – que foi e é considerado um dos melhores intérpretes de sempre do toureio a pé.

“Que Dios reparta suerte” é a frase que os toureiros dizem quando entram na arena. Sorte tão desejada mas que não é suficiente se o toureiro não tiver os conhecimentos necessários, o valor e o pundonor para estar sereno em frente de um toiro.

Na foto, o mausoléu a Joselito, obra do escultor valenciano Mariano Benlliure.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D